segunda-feira, 23 de março de 2015

"oooh [ohhh!] Johnny Johnny oooh..." *


«You get to a certain point -gratefully- when you're out of your twenties, and you realize how fleeting life is. So, it becomes important to feel as if the people in your life know exactly how you feel about them at all times.» - JOHNNY GALECKI

[eu confesso que tenho que tentar dizer mais vezes às pessoas de quem gosto que gosto delas... mas se me faltam as palavras, sobram os abraços - eu sou um pouco "teletubbie"...]

* frase da canção "Goodbye Lucille" (1985) da banda britânica Prefab Sprout.

8 comentários:

hierra disse...

É o leonard não é? É giro!!!! Ele tem razão ;) E pronto, não é preciso dizer verbalmente que se gosta do outro, basta mostrar...e já não é pouco!

SuperSónica disse...

Um abracinho é tão bom, às vezes é melhor do que mil palavras...

Bigodes de Nata disse...

Podes ficar com ele! Eu só gosto de 'inatingíveis', tipo, Sheldon :)))

Pulha Garcia disse...

Eu digo com frequência às pessoas que estão à minha volta que gosto delas. A vida passa demasiado rápido. Se gostas, diz que gostas e age como tal.

GATA disse...

HIERRA: sim, é o Dr. Leonard Hofstadter, e sim, é giro! :-)

...eu tenho dificuldade em dizer e em demonstrar... :-(

GATA disse...

SUPERSÓNICA: eu sou mais de abraços e menos de beijos, e os abraços substituem as palavras...

GATA disse...

BIGODES DE NATA: ok, eu fico com o Leonard e tu ficas com o Sheldon e assim não há cá (nem lá) 'catfight'!!!

GATA disse...

PULHA GARCIA: citando o Virgílio Ferreira - por vezes "o que se sente não se consegue dizer"...