segunda-feira, 16 de junho de 2008

O Segredo...


Os temas de capas das revistas “Visão” e “Sábado” da semana de 11 a 18 de Junho são, respectivamente, “Os Segredos dos Livros de Auto-Ajuda” e “O Sufoco da Classe Média”… entre uma é outra (que viesse o demo e escolhesse), optei pela primeira porque, por mais um 'aéreo' adquiri também um livro do Paul Auster.

Eu sou uma céptica convicta, já tive fé mas perdi-a… no entanto sempre fui descrente em relação a certas crenças. E estes 'fenómenos' não me convencem de todo!

Segundo o artigo da “Sábado”, “a tese principal é simples. Através da lei da atracção, cada um tem possibilidade de alcançar os objectivos que pretende, bastando para isso criar na mente a imagem dele. O lema resume-se a três palavras: ‘peça, acredite e receba’. De acordo com exemplos descritos no livro, o principio serve para qualquer coisa, desde conseguir um lugar de estacionamento previamente ocupado, a conquistar uma enorme quantia em dinheiro, passando pela compra da mansão dos nosso sonhos ou pela cura de um cancro da mama sem recorrer a quimio ou radioterapia.”

Depois de ler o artigo confirmei as minhas suspeitas: “O Segredo”, além de ser uma grande parvoíce, é -também- uma grande aldrabice!

Como refere o psicólogo Telmo Baptista (Presidente da Associação Portuguesa de Terapia Comportamental e Cognitiva), este tipo de livros “podem criar nas pessoas a ilusão de que tudo pode acontecer” e “nunca falam de quaisquer dificuldades”. Como alerta o médico Daniel Pereira da Silva (Director do Serviço de Ginecologia do IPO-Coimbra), “sem dúvida que (o pensamento positivo) pode ajudar no tratamento” mas “daí a alguém poder confiar no seu poder mental para se ver livre de um cancro vai uma grande diferença, é extremamente perigoso”.

Mas o certo é que estes livros vendem-se e a quantidade de títulos que está no mercado é enorme! Eu entro na Fnac (passe a publicidade) e nos destaques só vejo livros de auto-ajuda!!! Isto faz-me lembrar os cultos, as seitas, as pseudo-igrejas, que -em tempos de crise- surgem tal qual cogumelos depois da chuva!

Então a fazer crer em “O Segredo” e afins, vou pensar que quero: um aumento de ordenado, uma grande casa, um grande carro -com motorista!- e... o Miguel Bosé! Não quero saber se ele é hetero, bi, homo -whatever!- eu quero o Miguel Bosé, logo eu vou ter o Miguel Bosé! Então, não é assim que a coisa funciona: peça, acredite e receba?! Errr... e se isto funcionar e eu receber o Miguelito?! Depois o que faço ao Gatito?! Bem, é melhor pedir apenas as coisas materiais...

12 comentários:

Maria Manuela disse...

Mas isso já a minha avó dizia: Cuidado com o que se pede...


beijos

Requiem disse...

Os livros de auto-ajuda, "segredos" e afins, têem a tiragem que têem porque a nossa sociedade de consumo rápido exige tudo para ontem.

E porque haveria eu de me esforçar a tentar perceber o que está errado quando há um livro que num instante me explica e até diz como corrigir...supostamente.

Para mim é um conjunto de lugares comuns e tangas para quem está em baixo. Por mim continuo a pensar por mim e a tentar arranjar soluções por mim, mas se calhar sou eu quem está errado.

The Crow disse...

Pois... o fenómeno do "Segredo" já surgiu talvez há mais de um ano, antes mesmo do livro, através de um grupo de pessoas... Basicamente, se quisermos, somos todos "Deuses"... e está tudo dito. Mas atenção: parvos não são eles, mas sim quem vai na conversa :-P

Sadeek disse...

Gata...é a nova religião! Eu por acaso também comprei a sábado embora ainda não tenha tido tempo para a ler.

De qualquer maneira acho que estes livros, tal como a religião, são uma treta. Mas quem está "aflito" agarra-se a qualquer coisa...

Acho que um bom marketing e uma má fase a todos os níveis fazem milagres no que toca às vendas desse tipo de "ajudas"... ;)

BEIJOOOOOOOOOOO

hierra disse...

temos pensar positivo, por isso se o grande chefe te despedir na quinta feira à hora de almoço (deus te livre já bati na madeira três vezes), sempre podes ir pra casa contente e ver as perninhas do Tininho, o génio da Bola...
Isto dito assim, ainda parece pior do k já é, mas é segredo, o nosso segredo!!!!

Dudu disse...

Tive conhecimento do "Segredo" através do programa da Oprah, acerca de ano e meio, e pensei isto é mesmo coisa de americanos...mas pelos vistos foi num instante que os portugueses e restantes europeus adoptaram esta "filosofia"...o livro tem saído que nem pãezinhos quentes.

GATA disse...

MARIA MANUELA: Há um ditado em inglês que diz:

"be careful with what you wish...
... it might come true"

E que jeito dava um aumento de ordenado... :-)

GATA disse...

REQUIEM: então já somos dois que estamos errados... :-)

Ademais, se o 'segredo' é usar o 'poder da mente' então para que servem estes pseudo manuais de auto-ajuda?!

E como diziam os TAXI em 1981: "e como tudo que é coisa que promete / a gente vê como uma chiclete / que se prova, mastiga e deita fora / se demora"...

GATA disse...

THE CROW: é isso mesmo...

... se quisermos, somos todos "Deuses"... Bem, eu sou a tua "Deusa" e nenhum de nós precisou de livros de auto-ajuda! :-)

É claro que os parvos são os que compram os livros... e assistem às conferências! No Pavilhão Atlântico estiveram cerca de 5000 pessoas, cada bilhete custava 30 euros... fazes as contas e descobres o 'segredo'... :-)

GATA disse...

SADEEK: 'ferpeitamente', como diria o Obelix! :-)

Hum... eu acho que vou aproveitar a crise nacional (a tendência é piorar e não melhorar!) e instituir o Culto da Gata e revelar o Segredo da Felina. Mas quem me quiser ouvir tem que me pagar! :-)

Ai que já vejo os 'aérios' a virem na minha direcção... :-)

GATA disse...

HIERRA: Credo!

O Grande Chefe despedia-me (lagarto! lagarto! lagarto!) e eu ia para casa ver o Tininho... Mas o Tininho também foi para casa... e depois???

Depois tinha que casar com o Tininho para descobrir os segredos do 'puto-maravilha'... :-)

GATA disse...

DUDU: eu tenho ideia de ter visto um programa da Oprah sobre "O Segredo" mas não dei importância...

Agora, mesmo que queira, não consigo escapar à saga de "O Segredo"... O raio do livro, até no hipermercado, aparece à minha frente!

Mas entre "O Segredo" e pãezinhos quentes, eu prefiro pãezinhos quentes! :-)