sexta-feira, 4 de julho de 2014

MARLON BRANDO, um actor chamado desejo



«Sozinho, na bancarrota e recluso na sua casa de Los Angeles, MARLON BRANDO faleceu há uma década, aos 80 anos, em condições que muito pouco tinham que ver com o êxito que o actor tinha tido ao longo da sua trajectória artística. 

O suicídio da filha Cheyenne (assim como a morte do filho Dylan, e a prisão do filho Christian pelo assassinato do noivo de Cheyenne) foi o golpe mais duro de uma vida decorrida entre as luzes de uma sedutora 'vis actoral' e as sombras de uma personalidade vulcânica. A personalidade de um actor chamado desejo.» 

[texto adaptado do original, em espanhol, publicado em "El País"]

10 comentários:

S* disse...

Que caramba de vida.

Pulha Garcia disse...

Considero Brando um dos melhores actores de sempre, mas sobretudo um sacana fascinante. A auto-biografia "Songs that my mother taught me" é das auto-biografias mais interessantes que li. Directa, corrosiva, reflexiva e muito generosa. Acho que é um exagero dizer que ele morreu amargo (como sugere esse artigo) mas é verdade que foi seguramente uma pessoa com graves derrotas.

SuperSónica disse...

Nem tudo são as rosas que sonhamos....

Gata disse...

Gateca, dramas à parte, neste certamente coincidimos: era um gato!!!

Katy Single disse...

Não fazia ideia dessa vida pessoal tão problemática dele!
Até parece que o homem veio ao mundo para sofre coitado. Ele deve ter sofrido muito com os filhos, e ainda assim, durou até aos 80!

GATA disse...

S*: a fama e a fortuna não compram a felicidade...

GATA disse...

PULHA GARCIA: o Marlon Brando era um actor do 'método' e nós, "ambos os dois", sabemos que apenas e somente os melhores entram no Actor's Studio.

De todos os seus trabalhos, o meu favorito é a versão para cinema de "Um eléctrico chamado desejo", porque é um texto do Tennessee Williams e um filme do Elia Kazan. E adorooo a cena do encontro entre a Blanche e o Stanley! ["...those cats... meeeooow!"]

GATA disse...

SUPERSÓNICA: o teu comentário lembrou-me um excelente filme realizado pelo Blake Edwards, e interpretado pelo Jack Lemmon e pela Lee Remick, chamado "Days of Wine and Roses"... [ah, e a excelente música do Henry Mancini!]

GATA disse...

GATA: prima, o Marlon Brando, quando era jovem, era um 'gato'... e gostava de gatos! :-)

GATA disse...

KATY SINGLE: ...nem todas as pessoas nascem para terem uma vida feliz e fácil...