segunda-feira, 15 de abril de 2013

Don't fear “The Reaper”…

[...but fear "Burocracia em Portugal"!] 

No início de Janeiro fui ao Cemitério da minha terra pagar a anualidade do aluguer do gavetão do meu pai. Acontece que os Serviços Administrativos do Cemitério não avisam: se não me lembro, também não me recordam! Ah, mas se eu me atrasar, tenho que pagar a anualidade com juros. 

A funcionária disse que existe a possibilidade de alugar o gavetão por 30 anos, um pagamento único, ou seja o valor anual actual vezes 30, e o assunto fica arrumado durante três décadas. “Porreiro, pá!”... Pois, mas o acto não é imediato! Eu tinha que fazer um requerimento ao Presidente da minha terra e a resposta de S. Exa. tarda, em média, um mês. 

Bem, preenchi o papel, de acordo com a lenga-lenga ditada pela funcionária mas não tive direito a uma fotocópia (as fotocópias são pagas, vinte-e-três cêntimos cada!) ou a um comprovante do requerimento. É a crise... Mas, como eu tenho mau feitio, pedi a identificação da funcionária e tomei nota do dia e da hora do acontecimento. No entanto, passados três meses, nada… 

O Presidente está, certamente, muitooo ocupadooo e não tem tempo para assinar um papel e assim autorizar o aluguer do gavetão do meu pai… Mas se o Presidente fosse inteligente tinha assinado e autorizado imediatamente, afinal é uma entrada directa de quase 1000 (m-i-l) euros para o cofre da autarquia. Ah, e eu já não sou nova e quiçá não duro trinta anos, e o dinheiro fica cativo na mesma… 

Hoje telefonei para o cemitério. Ainda não há resposta. Não há mas haverá, que eu sou gata mas não largo um ‘osso’ facilmente!

17 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

Essa coisa de pagar para ter alguém numa gaveta não me convence mas pronto!

Logan disse...

a cavalo dado não se olha o dente, deixa-os lá sem o dinheiro e compra um par de sapatos eheh

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Enfim, sem comentários.

Wendy disse...

Fdx! Que bandalheira. Isso provavelmente é um sinal para não pagares já tudo. Aproveita-o! é que na volta pagas agora tudo e daqui a dois anos enviam-te uma carta para casa a dizer que estás em dívida e tens que ir esclarecer o assunto à câmara ou à junta e depois são mais três meses a enrolar o assunto e vai-se a ver, nada resolvido. Com essa gente não se adianta nada!

medusa disse...

Portugal no seu melhor...sabes que assinar a porcaria de um papel dá imenso trabalho a sua excelência! haja paciência!!

amiga da onça disse...

Um sinal de como nada funciona no nosso país.:

Dudu disse...

Hummm, 3 meses, é capaz de o requerimento estar perdido numa qualquer gaveta, inadmissível como são geridas estas questões.

hierra disse...

Ainda bem que não sou a única a ligar para cemitérios!

GATA disse...

L'ENFANT TERRIBLE: o meu problema é que não tenho gavetas grandes em casa, senão... :-)

GATA disse...

LOGAN: com quase 1000 (m-i-l) euros não comprava uns sapatos, comprava uma viagem!!!

GATA disse...

A BOMBOCA MAIS GOSTOSA: sem comentários? com comentários! eu fiz uma reclamação em correio registado e com aviso de recepção!!!

GATA disse...

WENDY: ...existe a possibilidade de... mas a possibilidade é possível ou impossível??? mistériooo!!!

GATA disse...

MEDUSA: a 'excelência' termina mandato no ano actual... e o meu requerimento fica em suspenso até às eleições...???

GATA disse...

AMIGA DA ONÇA: citando a Ivone Silva e o Camilo de Oliveira em "Ai Agostinho, Ai Agostinha" (no programa Sabadabadu)...

Este país perdeu o tino /
A armar ao fino! /
A armar ao fino! /
Este país é um colosso /
Está tudo grosso! /
Está tudo grosso!

GATA disse...

DUDU: aiii, se o Presidente mete o requerimento da GATA numa gaveta, GATA mete o Presidente num gavetão!!!

GATA disse...

HIERRA: eu ligo para os cemitérios mas (ainda) não falo com os mortos... :-)

Pt disse...

O que me entristece neste teu relato é que descreves a atitude típica estatal.

Portugal até deve manter os seus costumes e tradições, mas este já devia ter sido extinto com os dinossauros!