terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

PHILIP SEYMOUR HOFFMAN: 1967/2014


O actor norte-americano PHILIP SEYMOUR HOFFMAN, de 46 anos, foi encontrado morto [anteontem] no chão da casa-de-banho do seu apartamento em Nova Iorque, com uma seringa espetada no braço

Segundo informação da polícia – e na, ainda, ausência da causa oficial (o actor foi autopsiado mas o resultado ainda não foi divulgado) –, a causa mais provável é overdose. Em 2013, o actor admitiu que reincidiu na toxicodependência, depois de 23 anos de abstinência.

PHILIP SEYMOUR HOFFMAN era um dos maiores actores da sua geração e era, dos actores contemporâneos, o mais parecido com os da geração dos anos '50 e '60 saída do Actor's Studio.

Sobretudo conhecido como actor de cinema, era também actor de teatro, tendo participado - entre cerca de duas dezenas - na peça "O Verdadeiro Oeste" de Sam Shepard (uma das minhas obras favoritas do referido dramaturgo) em 2000 e na peça "Longa Viagem Para a Noite" de Eugene O'Neill em 2003, ambas na Broadway.

Para sempre fica a sua interpretação de Truman Capote no filme "Capote" (2005) do realizador Bennett Miller, que lhe valeu um Globo de Ouro, um Satellite, um SAG, um BAFTA, e - claro - um OSCAR, de Melhor Actor.

10 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

Não tem muito a ver, mas reparei que o actor nasceu no mesmo ano que Kurt Cobain e também era viciado/foi viciado em heroina...paralelismos...

CAP CRÉUS disse...

Que parvo!
Era dos meus preferidos!

hierra disse...

Fico triste, acho que é uma morte estúpida! Não havia necessidade...

Dudu disse...

Como é que após 23 anos de abstinência se salta para o abismo?
Uma pena, vidas que se perdem para vícios, o tormento deve ser atroz.

SinneR disse...

mais um grande ator... :(

bj doce

GATA disse...

L'ENFANT TERRIBLE: paralelismos.. com uma diferença de duas décadas...

GATA disse...

CAP CRÉUS: ...ele tinha tanto de génio como de louco...

GATA disse...

HIERRA: a morte no meio do caminho da vida é sempre estúpida...

GATA disse...

DUDU: ...é fácil porque a tentação é grande... e, no caso do Philip Seymour Hoffman, juntaram-se os 'demónios' com as drogas...

GATA disse...

SINNER: o actor parte mas a obra fica, para sempre!

Bjinhauuu!!!